Turma da Mônica recauchutada

Mônica fez dieta, colocou aparelho fixo e bombou o guarda-roupas (além dos vestidos vermelhos). Magali, contando com metabolismo acelerado, continua magrinha, e louca por melancias; mas somente orgânicos fazem parte de seu cardápio. Cebola (Cebolinha é muito infantil!) é antenado, cabeludo e já não troca “erres” por “eles” desde que foi tratado por uma Fonoaudióloga. Cascão aderiu aos banhos – sempre depois de praticar esportes radicais – e, no momento, suas incursões ao lixão são em prol da Reciclagem e do Desenvolvimento Sustentável. E está apresentada a Turma da Mônica Jovem.

Não, não esqueci do Chico Bento. O preferido da infância, menino do interiorrrr sem chinelos e com chapéu de palha, provavelmente, trocou Vila Abobrinha por Sampa City, já não vive com os pais (Seu Bento e Dona Cotinha), os folclores da Vó Dita são uma doce memória, e ele deve estudar Comunicação na ECA (USP). E, claro, vive um drama paulistano, frequentando raves e consumindo um chops e dois pastel para esquecer Rosinha, seu grande amor. Seu futuro é no meio artístico. Seu destino de garoto outrotra desatento, com desempenho escolar irregular e capacidade única de criar histórias de pescadores é ser star. E está dada a minha contribuição aos futuros roteiristas e desenhistas que brevemente se unirão a Mauricio de Sousa na criação dos quadrinhos da turma do meu caipira – versão jovem.

Surfando na internet, verifiquei que o tino mercadológico de Mauricio de Sousa é acertado. Há exemplares da nova safra que conquistaram o dobro de fãs do gibi tradicional, ultrapassando, em alguns casos, mais de 500 mil unidades vendidas. E os consumidores têm perfis curiosos. Metade das vendas são para pré-adolescentes e adolescentes entre 10 e 16 anos e cerca de 30% dos leitores têm menos de 10 anos. Os outros 20 pontos devem ser saudosistas, como eu.

Apreciadora de turma da Mônica  e acreditando no potencial do mercado brasileiro de filmes de animação, sugiro a Mauricio de Sousa e à galera da Paramount que formatem uma versão cinema dessa Turma da Mônica recauchutada. Se o Cinegibi da Turma fez 305.752 espectadores (segundo dados do FilmeB), em 2004, qual não seria o sucesso hoje? Acredito que favorável o suficiente para deixar grilos e troianos infelizes.

Helena Sroulevich

P.S. Ah… como no prenúncio da foto, não poderia deixar de alimentar o blog com spoilers (que certamente farão parte do filme numa versão quiça mais apimentada): Mônica e Cebola revelaram o algo mais que havia entre eles e, por fim, “se pegaram”.


Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Helena Sroulevich

2 Respostas para “Turma da Mônica recauchutada

  1. sushiila

    Oi querida, como suspeitava a Sofia ja leu a nova versao da turma da monica e adorou, mas negou q estaria enfluenciada por magali no seu interesse subito por alimentos organicos. bjs Sushiila

  2. Sushi, que delícia, você aqui! Fiquei contente. Até amanhã, na prática. Hari Om!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s