(E)le é doido por cinema!

(E)le é doido por cinema. No currículo, 87 filmes e um CD tributo às trilhas sonoras – “The Original Soundtracks V.1” -, feito em parceria com Brian Eno.

(E)le é doido por cinema.  Seus belos gorjeios podem ser apreciados em “O Escafandro e a Borboleta” (2007), “O Diabo veste Prada” (2006), “Closer” (2000), “Moulin Rouge” (2001) e “Batman Eternamente” (1995). Foi indicado ao Oscar e vencedor do Globo de Ouro com “Gangues de Nova Iorque” (2002). Recentemente, seus agudos me levaram à exibição de “Entre Irmãos” (2009).

(E)le é doido por cinema. É faz tudo (autor, ator, compositor e produtor) de “O Hotel de Um Milhão de Dólares” (2000), dirigido por Wim Wenders. Para o cineasta alemão, compôs as canções-tema de “Bis ans Ende der Welt (Até o Fim do Mundo, 1991), “In weiter Ferne, so nah!” (Tão longe, Tão Perto, 1993) e “Don’t Come Knocking” (Estrela Solitária, 2005). Interpretada por Tina Turner, “Goldeneye”, de “007 contra Goldeneye” (1995), é de sua autoria. Como Dr. Robert, apareceu no romance sexo, drogas e rock n’ roll “Across the Universe” (2007). E chega aos 50 anos hoje como sonho de consumo na forma de gente de muita mulher por aí.

O dia é de Paul David Hewson, o Bono Vox. Líder do conjunto de rock irlandês U2, a vasta carreira no cinema lhe garante vaga cativa na cinefelia mundial.  (E)le é doido por cinema mesmo, a ponto de sua filmografia (individual e como grupo – U2) estar incompleta no IMDB (referência principal de pesquisas cinéfilas). Como fã-paciente terminal do rapaz e doida por cinema, confirmei cada um dos 87 títulos.

E não posso deixar de registrar meus desejos de felicidades e vida longa ao inspirador Bono. É grande ativista dos Direitos Humanos, mobilizador global da justiça social, incansável articulador político (e econômico) na defesa dos países pobres. Principalmente dos africanos face à extrema pobreza e carências de saúde pública. Herdeiro da barbárie religiosa irlandesa e da utopia matrimonial católico-protestante, Bono é Voz de coexistência pacífica, traduzida em belas canções capazes de sensibilizar a todos. É um (A)rtista! Viva, Bono!

Helena Sroulevich

P.S. Ah… Canta pra gente aí, vai… 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Helena Sroulevich

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s