Estética tarantiniana influencia Ana Luiza Azevedo

Não, não é uma cena de “À prova de morte” (2007), de Quentin Tarantino. Felizmente o para-brisa da foto não pertence à célula de tortura do carro do psicótico Stuntman Mike.

A imagem, pinçada de “Antes que o mundo acabe”, novo longa da diretora Ana Luiza Azevedo, sublinha (mesmo que de forma acidental), na prosaica viagem de três adolescentes pelas estradas do Rio Grande do Sul, o fetiche que obceca Tarantino, aproximando os dois realizadores de uma forma inusitada.

Você, que pensou em um filme e projetou sua preocupação no outro, pode respirar aliviado. A viagem não terá como resultado corpos desmembrados, somente corações despedaçados.

Podólatras de plantão, eu vi os delicados pezinhos da atriz Bianca Menti primeiro.

Carlos Eduardo Bacellar

p.s. No meio do turbilhão do Festival do Rio, estou correndo de uma sala de cinema para outra. Assim que um filme me marcar fundo, colocarei as impressões aqui. Até agora conferi excelentes produções, mas nada que me levasse ao êxtase.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Carlos Eduardo Bacellar, Filmaço!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s