Tio Boonmee, que… Sei lá…

Vou ser curto e grosso.

“Tio Boonmee, que pode recordar suas vidas passadas”, do cineasta tailandês Apichatpong Weerasethakul…  Que p%@#& é essa?

David Lynch ficou no chinelo. Deve estar se mordendo todo de inveja…

Não sei o que o Ruy Gardnier tomou antes de assistir ao filme para depois me sair com um texto fascinante como aquele — publicado no Segundo Caderno do jornal O Globo na última quinta-feira (20/1/2011).

Fiquei emocionado com aquela história de tufão (acho que foi isso…) com prece. ‘Tio Boonmee…’ seria a apoteose da conjugação de extremos aparentemente imiscíveis.  Mas, se pensarmos bem, esses dois conceitos não são excludentes.  O dia em que eu ficar cara a cara com um tufão, com toda certeza vou ajoelhar e me pôr a rezar pela minha vida.

Será que o Ruy curtiu a peça “Hair” antes de encarar a produção? Certamente ele saiu do espetáculo com a bolsa de “doces” do Berger. Só mesmo muito doido para depreender algo da proposta estética de resultados psicotrópicos do Apichatpong.

O filme rivaliza com o nome do diretor na briga pela láurea de construção mais críptica.

Com toda certeza um dos piores filmes a que já assisti.  Boa sorte para quem aguentar os 113 minutos na tentativa de extrair algo daquilo… Na minha exibição, só alguns poucos bravos resistiram até o fim.

Meu namoro quase foi para o beleléu por causa do “Tio Boonmee…”. Não é para rir… Estou falando sério… Para minha sorte, logo depois do suicídio estético eu peguei uma sessão de “O turista”. Angelina Jolie e Johnny Depp literalmente salvaram meu relacionamento.

Ironicamente, sempre imaginei a Jolie como pivô de uma possível separação minha. A vida é engraçada. A piada de Tim Burton não.

Se o tailandês faz o melhor cinema da atualidade, ai de nós!

Carlos Eduardo Bacellar

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Carlos Eduardo Bacellar, Fundo do Poço (suicídio estético)

5 Respostas para “Tio Boonmee, que… Sei lá…

  1. Léo

    pelo amor de deus, não sei se rir mais de um dos piores filmes já feitos, pior não, o mais superestimado…não é o céu que é superestimado, mas esse filmeco que sei lá porque cargas d’água cai nas graças dos críticos e como uma avalanche, uma gripe das brabas, se alastrou entre os críticos tupiniquins, que obrigatoriamente tem que ver algum significado e lirismo nesse filme patético…acho que culpa tb do Ruy Gardnier, que escreveu uma linda crítica no o globo (e eu otário acreditei nela)…

    fiquei chocado com o filme e principalemte com as reações…aliás, num unibanco botafogo lotado, NENHUMa pessoa fez cara de quem gostou, fora os 10 que malandaremnete sairam fora antes da metade.

    • Léo, ainda estou tentando me recuperar daquilo… Assim que o efeito “Tio Boonmee” passar, pode ser que eu consiga refletir com mais calma sobre aquela estética sinistra. Por enquanto, o médico me pediu para evitar pratos exóticos.
      Abraços!
      CEB

  2. Eu sustento minha opinião de que o AW é um dos cineastas mais originais da atualidade. Tio Boonmee é um conto de fadas caipira tailandês muito do bonito. Desconcertante, sem dúvida, mas ninguém reclama de O Planeta dos Macacos ou do lobo conversando com Chapeuzinho Vermelho. Agora experimente misturar (de verdade) o mágico com o humano, o sobrenatural com o natural. Sem separá-los. Eis Apichatpong.

    • Você já tinha me dado o que pensar quando trocamos ideias na última ocasião. Sabe que levo muito a sério suas opiniões.
      Estou buscando as outras obras dele, que desconheço. Vou prestar atenção no AW e tentar mergulhar no universo panteísta do tailandês sem preconceitos.
      O olhar, desta vez, despido dos ranços do tradicional (que, claro, pode se transformar no composto inibidor da compreensão do estranho).
      Abraços!
      CEB

  3. Pingback: Os melhores e, claro, os piores filmes de 2012 | Doidos por Cinema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s