La source des femmes

Foi daqueles filmes que me deixou pensando… Não pelo sono (inerente ao horário, pois assisti às 8h30), mas por ter um viés essencialmente feminino (e não feminista como muitos podem acreditar). Também aborda questões como as das reservas hídricas, cruciais ao entendimento geopolítico/religioso do Oriente Médio, e tão em voga em debates em torno das mudanças climáticas.

O novo filme de Radu Mihaileanu está centrado na greve sexual organizada pelas mulheres com o objetivo de mobilizar seus homens a construírem um sistema hidráulico e, mais do que isso, dividirem com elas o trabalho pesado de carregar caixas d’água de uma fonte distante do vilarejo onde residem para suas casas. Estabelecendo a analogia de que as mulheres precisam do amor de seus homens tanto quando a vida na Terra precisa de água, o filme revisita o Alcorão revelando amor e igualdade de gêneros naqueles escritos e é um hino na busca pela compreensão entre homens e mulheres, também necessária à promoção da paz no Oriente Médio.

Helena Sroulevich

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Aprecie com Moderação (dá um caldo), Helena Sroulevich

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s