33 vezes cinema

Prometi a um dos titulares deste blog um presente de aniversário em forma de texto. Pensei em escrever sobre um filme ou um assunto qualquer desses que nos endoidecem de cinema. Mas o meu xará Carlos Bacellar merece mais que um textinho de rotina. Considerando que blogs doidos costumam gostar de listas, e levando em conta também que o xará faz 33 anos neste sábado, resolvi juntar o útero ao agravidável.

Aí vai uma lista de filmes “numerados” de zero a 33. Quando havia diversas opções disponíveis, escolhi os mais bacanas. Um para cada ano do meu amigo. E mais 99 abraços.

Latitude Zero (Toni Venturi/Brasil)

Inimigo Públiconº 1 (Jean-François Richet/França)

Entre Dois Amores (Sydney Pollack/EUA)

Três Macacos (Nuri Bilge Ceylan/Turquia)

Diabo a Quatro (Leo McCarey/Irmãos Marx/EUA)

Matadouro 5 (George Roy Hill/EUA)

SeisGraus de Separação (Fred Schepisi/EUA)

Os Sete Samurais (Akira Kurosawa/Japão)

Oito Mulheres (François Ozon/França)

Oito e Meio (Federico Fellini/Itália)

Nove Rainhas (Fabián Bielinsky/Argentina)

Nove Semanas e Meia de Amor (Adrian Lyne/EUA)

Mulher Nota 10 (Blake Edwards/EUA)

O Demônio das Onze Horas (Jean-Luc Godard/França)

Os Doze Condenados (Robert Aldrich/EUA)

Sexta-feira 13 (Sean S. Cunningham/EUA)

Quatorze Juillet (René Clair/França)

O Quinze (Jurandir de Oliveira/Brasil)

15 Anos e Meio (François Desagnat e Thomas Sorriaux/França)

16 Quadras (Richard Donner/EUA)

Les Naufragés de la D17 (Luc Moullet/França)

Apollo 18 – A Missão Proibida (Gonzalo López-Gallego/EUA)

Modelo 19 – O Amanhã Será Melhor (Armando Couto/Brasil)

O Amor aos 20 Anos (Truffaut, Wajda etc/Europa e Japão)

S-21 – A Máquina de Morte do Khmer Vermelho (Rithy Pahn/Camboja)

Ardil 22 (Mike Nichols/EUA)

Jeanne Dielman, 23 Quai du Commerce, 1080 Bruxelles (Chantal Akerman/

Bélgica)

24 City (Jia Zhang-Ke/China)

25 (Celso Lucas e José Celso Martinez Correia/Moçambique)

Inside Rooms: 26 Bathrooms, London & Oxfordshire, 1985 (Peter Greenaway/

Inglaterra)

27 Cenas sobre Jorgen Leth (Amir Labaki/Brasil)

28 Hours Later (Danny Boyle/Inglaterra)

29 Palms (Bruno Dumont/França)

Trinta Anos Esta Noite (Louis Malle/França)

Adalen 31 (Bo Widerberg/Suécia)

32 Variações sobre Glenn Gould (François Girard/Canadá)

33 (Kiko Goifman/Brasil)

Quem quiser que continue a relação até La Frontera Infinita (Juan Manuel Sepulveda/México).

Carlos Alberto Mattos

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Estranhos no ninho

7 Respostas para “33 vezes cinema

  1. E se eu disser que só vi 4 (quatro) filmes desta lista. Não sou doida por cinema. E sim, anta do cinema. Rs. De todas as formas, lindo o e-mail cheio de referências, bela a homenagem, inesquecível o carinho. Beijo grande.

  2. Pingback: 33 vezes cinema « …rastros de carmattos

  3. Parabéns! Presente mais do que original, criado especialmente para cinéfilos.Já “salvei” a mensagem pois é uma bela lista de sugestão de filmes.
    Abraços

  4. Ah, Carlinhos, outra coisa: eu quero um texto assim no meu aniversário. Só que não revele a minha idade. Coisa de mulher. 🙂

  5. Elie

    Parabens Bacellar e parabens pelo e belo e criativo presente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s